06/12/2018

Discussão em lanchonete termina com morte de uma pessoa

Postado por Ana

Uma confusão em uma lanchonete terminou com a morte de um agente de trânsito da SEMUTTRAN (Secretaria de Trânsito e Transportes), de Piracicaba (SP), na madrugada do último sábado (01), em Iracemápolis (SP).

De acordo com a imprensa local Z. de 37 anos, que também é ex-cabo do Exército, se envolveu em uma briga na lanchonete que fica no Auto Posto Avenida. Durante a confusão, a arma da vítima caiu no chão e foi pega pelo assassino que deu vários tiros, inclusive na cabeça.

O autor dos disparos fugiu e não foi preso até o momento. A Polícia Civil do município vizinho investigará o crime. Colegas de trabalho do agente de trânsito preparam uma carreata em homenagem à ele saindo de Piracicaba até a cidade vizinha onde o velório ocorre desde às 22 horas de ontem .

A vítima estaria dentro de um posto de combustíveis consumindo bebida alcoólica. Em determinado momento, o suspeito teria tomado a arma do agente e feito disparos, que acabaram acertando a nuca do rapaz.

A discussão teria se iniciado, depois que o acusado teria reclamado devido ao Agente de Trânsito estar armado no local. Uma equipe médica esteve presente, mas não houve o que fazer. A perícia foi acionado e deve emitir um laudo técnico.

ATENÇÃO: Poderá abrir uma nova aba com o vídeo player e outra com anúncio, feche a aba do anúncio e aproveite o vídeo. Não esqueça de nos ajudar clicando nos banner ao arredor do vídeo, assim poderemos sobreviver por várias décadas, trazendo o melhor conteúdo

24 anos. Suicídio e amor são minhas fraquezas. : . Sugestão e pedidos para retirada de conteúdo deverão ser enviadas para meu facebook -> Facebook.com/ana.gorebr.1

Atenção: O GoreBrasil é totalmente sem fins lucrativo. Você pode colaborar divulgando nossas postagem e nos enviando conteúdo. Agradecemos encarecidamente, e desejamos que você tenha pesadelos com o site.

12 Comentários

  • Dar um tiro só pra mobilizar… e depois? sair da cidade? do estado? do pais? do mundo? Com certeza o cara ia matar ele depois… matar também é defesa.

  • Brasil vai virar faroeste com a liberacao de armas, vai Brasil sil sil.

  • Mas o cara vai a juri popular porque deu vários tiros, configurando assassinato também. SE ele tivesse tomado a arma, até dado um tiro na briga, poderia ser legítima defesa, mas quando o cara dá vários tiros, vai a julgamento. Tudo vai depender dos jurados entenderem e absolver ou condenar o réu…

  • O cara tirou a arma do idivido igual filmer fe ação

  • AAA o rapaz só iria mostrar como era a arma dele e outro entendeu super errado!!

  • Chega a ser engraçado, o cara foi pagar de brabão porque estava armado e bebado, morreu pela própria arma e o atirador ainda sai com pose de badass muito tranquilo.

  • O cara tentou matar é morreu

  • O cara tentou matar é morreu.

  • Caraca..o maluco foi ligeiro até umas hora, notou que o ex-cabo (de vermelho) puxou a arma e no reflexo aplica murros e um golpe esperto de mestre no momento exato, o ex-cabo foi destravar a arma com a mão esquerda mas nessa hora o cara de boné tomou a arma e o matou (a arma não caiu no chão como descrito na matéria, ele não abaixa).
    Vai ser bem curioso o julgamento deste caso pois de certo modo ele correu risco de vida (o advogado certamente jogará nisso), ao passo que ele poderia não ter atirado e jogado a arma longe evitando a morte (mas de fato a pena vai ser reduzida, pois ele não tinha a arma, não teria o matado se o rapaz não tivesse portando a arma).. mas no calor da emoção do risco eminente da morte ele pegou a arma do rapaz e atirou várias vezes.
    Obs: faltou perícia ao ex-cabo, deve estar enferrujado, deveria ter se afastado primeiro antes de puxar a arma, mas talvez ele nem tivesse a intenção de atirar (vai saber), e daria um susto, já o outro estava quente com ”sangue no zóio”.. e em briga geralmente quem está mais puto acaba fazendo milagres.

  • O agente de trânsito puxou a arma pra matar o cara que para não morrer reagiu e conseguiu imobilizar o agente, pegar a arma e no fim decidiu matá-lo. Resumindo o indivíduo que achava que seria assassino na verdade foi o assassinado.

  • Sacou…e não atirou. Erro fatal, crasso.

  • Se é louco, não se pode dar bobeira nenhuma. A gente nem sabe o que esperar de alguém. Vamo aprender com os erros dos outros então, né.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *