05/04/2019

Ataque a bancos deixa 11 mortos em Guararema

Grupo de 25 criminosos realizou tentativa de assalto contra agências do Banco do Brasil e do Santander; dois dos homens foram presos pela polícia.

GUARAREMA – Ao menos 11 suspeitos morreram e dois foram presos durante tentativa de assalto a dois bancos, na madrugada desta quinta-feira, 4, em Guararema, na região metropolitana de São Paulo, em uma ação da polícia elogiada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o governador de SP João Doria (PSDB).

GUARAREMA – Ao menos 11 suspeitos morreram e dois foram presos durante tentativa de assalto a dois bancos, na madrugada desta quinta-feira, 4, em Guararema, na região metropolitana de São Paulo, em uma ação da polícia elogiada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o governador de SP João Doria (PSDB).

Por volta das 3 horas da manhã, um grupo de 25 criminosos atacou as agências do Banco do Brasil e do Santander. Os criminosos explodiram os caixas eletrônicos do Banco do Brasil e atacaram a outra agência, mas não teriam conseguido levar o dinheiro.

O grupo era monitorado há pelo menos nove mesespelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público de Sorocaba, interior de São Paulo. Com o monitoramento, os promotores conseguiram informações sobre possíveis ações dos criminosos e sabiam que o grupo tencionava assaltar bancos na região do Alto Tietê, onde fica Guararema.

A informação recebida pela polícia de que uma quadrilha faria um ataque em uma cidade da Grande São Paulo nesta madrugada não era precisa, informaram nesta tarde autoridades do governo do Estado. O relato vindo do Ministério Público dava conta que um bando, já investigado por outro crime similar, se preparava para agir nas imediações de Salesópolis, Mogi das Cruzes ou Guararema.

Segundo o comandante das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), tenente-coronel Mário Alves da Silva Filho, dez viaturas, com um efetivo total de 40 agentes, iniciou patrulhamento na região por volta das 23h30.

 

 

Um mortal como qualquer outro. Facebook

Atenção: Não esqueça de nos ajudar clicando nos banner ao arredor do vídeo, assim poderemos sobreviver por várias décadas, trazendo o melhor conteúdo.

58 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *